2 de maio de 2010

Os Amores e os Mísseis.

Se procurar bem, você acaba encontrando
não a explicação (duvidosa) da vida,
mas a poesia (inexplicável) da vida.

(Trecho de Os Amores e os Mísseis, por Carlos Drummond de Andrade)

2 comentários:

Eu, eu mesma e Amanda disse...

E sempre ela.....a Poesia!
Sem ela como explicar o que se pensa e sente, né?!
Amoooooooo Carlinhos (sentiu a intimidade, sentiu?!kkkkkk)
Não se assuste com os escritos no meu blog, devo ficar off uns dias...tô indo pra casa...
Apenas esteja "ai" quando e se eu precisar tá?!
Bjusss e Tenha uma ótima semana!

A.M.A. disse...

Carlinhos foi ótimo! Rs...
Ele tem o poder do subliminar. Traduzir o intradutível aos olhos dos insensíveis. Adoro!!! Jogo de palavras que não dizem nada dizendo TUDO!
Beijocas!!