9 de julho de 2010

O poder do Perdão.

   


      Você se lembra da última vez em que sentiu raiva?
      Ou que sentiu magoa ou rancor?
      Como você ficou?
      Com o corpo dolorido? Dor no peito? Dor de cabeça?
      Enfim, qualquer dor.
      Já pensou se você tivesse agido diferente? Tivesse por exemplo...: PERDOADO!
      Sim perdoar cura tudo isso. E mais, liberta o coração dos ressentimentos. E ressentimentos chegam até a causar doenças como o CÂNCER.
      Por que então não libertar sua alma desse peso? É tão simples: PERDOE!!
      Nesse momento você deve estar pensando: "Só se for fácil pra você. Porque em mim dói!" . E sabe por que dói? Porque você é incompetente. Forte essa palavra, não é? Mas eu vou explicar o por quê:
   
      Certa vez um professor disse-me: "A violência é o último recurso dos incompetentes." . A partir daí percebi que em todos os momentos da minha vida, onde eu agi de maneira hostil, amarga ou rancorosa, eu estava apenas exercitando a minha INCOMPETÊNCIA, em amar ao meu próximo e a mim mesma.


      Vamos a um simples exemplo: Você está se sentindo sozinho. Seus amigos e familiares não têm falado com freqüência com você, até sente a falta deles, mas sequer lhes telefona, eis que um abnegado lhe liga e como você age? "Se tivesse me acontecido algo de ruim comigo você nem ficaria sabendo!", ou, "Você deve estar precisando de alguma coisa, pois nunca me liga"

       Perdoe. Perdoe você. Afinal, só colhe quem semeia. Quando se sentir sozinho ligue paras pessoas que ama. Perdoe quem demorou pra ligar, talvez ele estivesse sentindo a sua falta.
      Nós erramos, devemos dar o direito aos outros a errarem também. Somos serers imperfeitos. Então, perdoe sempre.
      Deixe-se levar pelo poder do perdão.
      Seja COMPETENTE: AME e PERDOE!!

"Você quer ser feliz por um instante? Vingue-se! Você quer ser feliz para sempre? Perdoe." Tertuliano 

2 comentários:

Fred Matos disse...

"A violência é o último recurso dos incompetentes."

Às vezes é o primeiro.

Bom texto.
Ótimo fim de semana.
Beijos

A.M.A. disse...

obrigada, Fred!